segunda-feira, maio 30, 2016

GERINGONÇA, UMA UTOPIA?

 

Geringonça, uma utopia? Se é certo que a(s) utopia(s), o que não sendo podem via a ser, elas ocorrem, com toda certeza, de amargosas circunstâncias históricas que nos inspiram a busca de um tempo e lugar diferentes. O certo, essa irremissível evidência, é a amargura do presente com a contrastante possibilidade do aprazimento que só o futuro pode acolher. Esta é a marcha inevitável do homem que, escapando à alienação do medo, prefere o fracasso à desistência de ser corajosamente humano.

Sem comentários:

Enviar um comentário